domingo, 18 de junho de 2017

Rever em baixa (Parte 15)

«A viciada comunidade da inteligência de Obama», Lawrence Sellin; «Obama sabia do ataque da Rússia durante a eleição, escondeu-o para ajudar Hillary», Joshua Yasmeh; «Uma nova maneira em que o Departamento de Justiça de Obama viola a lei», Ilya Shapiro e Thomas Berry; «Obama destruiu literalmente o Partido Democrata», Rush Limbaugh; «Trump estava certo em tentar parar Obama de atar as suas mãos sobre Israel», Alan Dershowitz; «Terrorismo diplomático na ONU, cortesia do Presidente Obama», Anne Bayefsky; «Obama apunhalou Israel pelas costas», Todd Starnes; «Como a administração Obama facilitou a violência palestiniana», David French; «O “plano” de paz para o Médio Oriente de Obama e de Kerry é simplesmente um acto de cobardia moral», Erick Erickson; «Os últimos dias de Barack Obama», Kevin D. Williamson; «Sou um democrata frustrado, não estou certo de que Obama poderia ter batido Trump, eis porquê», Bryan Dean Wright; «A hipocrisia de Obama quando se trata de interferência na nossa política», Benny Avni; «O momento final e mais vergonhoso do legado de Obama», Charles Krauthammer; «A presidência “pró-Israel” de Obama é notícias fingidas», Harry Khachatrian; «A birra de final de ano, espalhafatosa, de Obama», Liz Peek; «Se Donald Trump toma os jornalistas como alvos, agradeçam a Obama», James Risen; «18 escândalos maiores na presidência “sem escândalos” de Obama», John Hayward; «A administração “sem escândalos” de Obama na verdade foi enxameada de escândalos», Debra Heine; «A presidência falhada de Obama», Conrad Black; «A expansão ultrajante feita por Obama das verificações de antecedentes dos compradores de armas», John R. Lott Jr.; «”O Homem no Castelo Alto” da Amazon descreve a vida sob Barack Obama», John Nolte; «O "estofamento" feito no último minuto por Obama do seu legado em política externa», Jonah Goldberg; «O legado do Presidente Obama segue a sua sombra», R. Emmett Tyrrell Jr.; «Partidarismo mesquinho por parte de um Obama de saída», David Limbaugh; «Obrigado por finalmente falar publicamente sobre a violência preto-no-branco, Sr. Obama, mas…», Keith Ablow; «O desempenho do Presidente Obama no cargo», Bill O’Reilly; «A mensagem escondida no discurso de “despedida” de Obama», Bill Whalen; «Porque o discurso de Obama não me comoveu», Greg Gutfeld; «A despedida de Obama não pode esconder o seu legado desastroso», Sean Hannity; «O legado iliberal de Obama», Noah Rothman; «As ficções reconfortantes do discurso de despedida de Obama», David Harsanyi; «As políticas esquizofrénicas de Obama», Charles C. W. Cooke; «Obama desvanece-se enquanto Trump ri para os seus inimigos», Kurt Schlichter; «Tomando o peso do legado de Obama», Neil Cavuto; «Do “Obamacare” ao “Obergefell” – O legado problemático da administração Obama na liberdade religiosa», Andrew T. Walker e Josh Wester; «O legado da política externa de Obama – Os limites da contenção americana», Richard Fontaine; «Barack Obama, o deus que falhou», Joel B. Pollak; «Graças a Deus por Barack Obama (ele abriu o caminho a Donald Trump)», Arthur Herman; «Obama tem um último grande embuste para a América enquanto sai da Casa Branca», John Fund; «Bons ventos te levem – As sete piores asneiras em politica externa de Obama», Michael Qazvini; «Por favor saia – As nove piores asneiras em política doméstica de Obama», Aaron Bandler; «A recuperação de Obama e o impacto da intervenção do governo», Veronique de Rugy; «Barack Obama – O autor das nossas mágoas», Bill Whittle; «Recordação – Seis anos de suaves bolas de SuperBowl para Obama», Scott Whitlock; «A desgostosa dualidade de critérios dos media entre Obama e Trump», Tom Tancredo; «O presidente mítico de Jonathan Chait», Ben Domenech; «Ressaltos na estrada –Trump vs. Obama», Michelle Malkin; «Quem foi o maior crítico do “ObamaCare” nos últimos dias da eleição de 2016? O próprio Obama», Doug Wead; «Não, o “ObamaCare” não salvou vidas americanas», Oren Cass; «Aqui está a lista – mais de uma dúzia de vítimas provadas das muitas escutas feitas por Obama», Jim Hoft; «As galinhas de Obama voltaram a casa com o escândalo das escutas a Trump», Charles Hurt; «Os media, Obama e o “Estado profundo”», Robert Barnes; «Como a Casa Branca de Obama fez dos media uma arma contra Trump», Michael Duran; «Obama espiou, os media mentiram», Andrew Klavan; «O ataque de Trump à Síria alterou as percepções da sua presidência… e salientou os falhanços da de Obama», Jonathan S. Tobin; «O ataque aéreo de Trump na Síria desfere outro golpe no legado de Obama», Michael Goodwin; «O comparsa dos russos», Rich Lowry; «Obama é a versão americana de Stanley Baldwin», Victor Davis Hanson; «Os historiadores ainda estão a arruinar a memória mítica de Obama», Brent Bozell e Tim Graham; «As contradições de Obama quando fala sobre clima», Julie Kelly; «Obama odeia o aquecimento global… então, porque é que está a contribuir para ele?», Hank Berrien; «Tão triste – Patético “olhem para mim” Obama tenta tirar o protagonismo a Trump na primeira viagem deste ao estrangeiro», Joseph Curl; «As últimas notícias do presidente no exílio», Wesley Pruden; «Como a equipa de Obama tentou piratear a eleição», Paul Sperry; «Foi a espionagem ilegal feita pela administração de Obama pior do que Watergate?», Glenn Harlan Reynolds; «Sete vezes que a administração de Obama obstruiu a justiça», Ben Shapiro.

Sem comentários: