quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

Rever em alta (Parte 2)

«Trump vai conseguir ser reeleito, não vai?», Thomas L. Friedman: «Os democratas puseram a sua iliteracia científica e a sua depravação moral à vista de todos ontem à noite – São boas notícias para Trump», Matt Walsh; «A desregulação feita por Trump está a incentivar a nossa economia – Eis um exemplo», Steve Forbes; «A estratégia comercial de Trump para com a China pode levar a um acordo histórico que beneficiará ambas as nações», Andy Puzder; «Os candidatos presidenciais democratas ofendem os votantes – Boas notícias para Trump», Arnon Mishkin; «Se para os democratas a impugnação de Trump é tão urgente, porque é que eles vão de férias no Verão?», Bradley Blakeman; «A estratégia não convencional de Trump para com a Coreia do Norte é merecedora de um Prémio Nobel?», Harry Kazianis; «Trump prova que os seus críticos estão errados à medida que ele avança com a sua política para a Coreia do Norte através do encontro com Kim», Fred Fleitz; «Trump corre corajosamente um ousado risco para a paz ao encontrar-se com Kim», Rick Manning; «Trump alcança um grande resultado na cimeira do G20 deste ano», Brett Velicovich; «Estão os democratas a arrebentarem com as suas chances de vencerem Trump ao guinarem para a esquerda?», Howard Kurtz; «Tal como Trump previu, Charlottesville cancela o aniversário de Thomas Jefferson», Joel B. Pollak; «Trump é duro com os ditadores apesar das suas palavras afáveis», Marc Thiessen; «A “Saudação à América” de Trump é uma grande maneira de celebrar o Dia da Independência», Robert Charles; «O espantoso super poder de Donald Trump», Andrew Klavan; «O muro na fronteira ajudará pessoas em ambos os lados –Trump está certo», Roger Marshall; «Yankee Doodle Donald», William McGurn; «Aí vem o Boris – e também o Donald», R. Emmett Tyrrell Jr.; «Se os democratas continuarem a fazer estas cinco coisas, Trump terá uma vitória esmagadora em 2020», Newt Gingrich; «Boas notícias para o Presidente Trump», Erick Erickson; «Não subestimem o pensamento estratégico de Trump», Yaakov Menken; «Trump força os democratas a aceitarem os membros mais extremos do partido», Joseph Curl; «Trump e a América vs. a esquadra comuna», David Limbaugh; «Mais uma vitória de Trump – A Reserva Federal baixou as taxas de juro», Hank Berrien; «Trump e Bernie dizem a mesma coisa, mas os media dizem que apenas um deles é racista por isso», Ben Shapiro; «Trump não é um supremacista branco», Ian Haworth; «Estava Trump certo em relação a Baltimore?», Walter E. Williams; «Culpar Trump pelos tiroteios não é a resposta», Scott Jennings; «A América está a afundar-se nas mentiras da esquerda sobre Trump», Dennis Prager; «Porque comprar a Gronelândia é uma das melhores ideias de Donald Trump», James P. Pinkerton; «Trump tem razão – Os media são o inimigo do povo», Jeremy Frankel; «O New York Times é o barão da droga do ódio a Trump», Julie Kelly; «Trump acabou de cumprir mais uma promessa de campanha, e de uma forma não convencional», Michael Knowles; «”Nós percebemos, vocês não gostam de Trump – Agoram escrevam piadas melhores!”», Tim Young; «Da Gronelândia às tarifas, a franqueza de Trump delicia os apoiantes e preocupa os críticos», Andrew Malcolm; «Canais de televisão passam-se com a movimentação de dinheiro do FEMA por Trump, mas Obama também a fez», Brad Wilmouth; «Não, os comícios de Trump não aumentaram os crimes de ódio em 226%», Brian Wheaton e Matthew Lilley; «Os media liberais são os oponentes reais de Trump em 2020», Jeffrey Lord; «O Congresso tem estado em recesso, mas a administração Trump tem estado ocupada», John Hostettler; «Vitória de Trump – Cruzamentos da fronteira diminuem em Agosto depois de a administração ter feito um acordo com o México», Emily Zanotti; «60 razões aterrorizadoras porque Trump está certo em reduzir o número de refugiados», Michelle Malkin; «Foi Obama, e não Trump, quem expôs um espião na Rússia», Lew Jan Olowski; «Porque Trump está ainda a vencer», Charles Hurt; «A guerra cultural total de Trump», Victor Davis Hanson; «”Isto é Trump sem trela” – Estes gráficos mostram que o presidente está a tuitar e a falar mais do que nunca», Nicole Lyn Pesce; «A transcrição de Trump mostra-o tentando acabar com a corrupção, e nada mais», Raheem Kassam; «No caso de não saberem, eis a semana de Trump com vitórias nas questões do Irão, imigração e liberdade religiosa», Rebecca Grant; «Porque é que eu penso que Trump nada fez de errado na sua conversa telefónica com Zelensky», Luke Thompson; «Os democratas são culpados de tudo aquilo que acusam Trump de fazer», Sean Hannity; «Vidas de negros salvas quando Trump acaba com a onda de crime de Obama», Neil Munro; «Trump nãocometeu uma ofensa impugnável na chamada com o presidente da Ucrânia – Eis porquê», Gregg Jarrett; «Enquanto os democratas perseguem a impugnação, o presidente Trump constrói um registo impressionante de realizações», Rebecca Mansour; «A lição de Donald Trump para Mitt Romney», Miranda Devine; «A elite odeia a "Doutrina Trump" porque põe a América primeiro», Kurt Schlichter; «Quanto melhor Trump faz, mais insana a esquerda fica», Greg Gutfeld; «Pensando claramente sobre Trump e a ajuda à Ucrânia», Byron York; «Trump vencerá em 2020 por causa da impugnação», David Catron; «A CNN está zangada porque Trump levou o México a construir e a pagar um muro», John Nolte; «A imprensa tem vindo a repetir as mesmas histórias sobre Trump desde o primeiro dia», Becket Adams; «É uma total fantasia pensar que os republicanos irão abandonar Trump», Rich Lowry; «Abandonar o Acordo Climático de Paris é a mais importante realização de Trump», James Delingpole; «Na impugnação de Trump os democratas pensaram ter encontrado a sua “arma fumegante” – mas esta só dispara cartuchos de pólvora seca», Steve Hilton; «Trump revela a morte de Al Baghdadi, mas mesmo assim esta grande vitória na luta contra o terrorismo não consegue obter a aprovação dos media liberais», Liz Peek; «Al Baghdadi está morto, provou-se que Trump estava certo nisto, e agora o que se segue?», James Jay Carafano; «Trump estava certo quanto à acção contra Al Baghdadi – Não se devia confiar aos democratas informações sobre esta missão secreta», Jim Banks; «As verdadeiras razões porque os media estabelecidos estão a assustar-se com a bem sucedida missão de Trump contra Baghdadi», Mollie Hemingway; «Os media não toleram, nunca, que Trump vença», Brent Bozell e Tim Graham; «Ao “andarem nas pontas-dos-pés” à volta da besta Al Baghdadi, os democratas tentam menosprezar as capacidades de Trump para a política externa», Tammy Bruce; «Trump pode parecer que está nas “cordas”, mas ele tem empregos nos EUA a voarem, chefes do Estado Islâmico a morrerem, e democratas desesperados lançando uma tentativa de impugnação que não podem vencer, e tudo isto conjura uma vitória estonteante em 2020», Piers Morgan; «Presidente pragmático vs. democratas fanáticos», Laura Ingraham; «Trump conseguiu um impacto histórico com esta acção», Ted Cruz; «Como os insuportavelmente “despertos” ajudam Trump», Timothy Egan; «Os republicanos estão a perder, sob Trump, assentos nas legislaturas estaduais, mas não tantos quanto os que os democratas perderam sob Obama», Ashe Schow; «O Washington Post e o resto dos media liberais mais uma vez estão enganados sobre a economia de Trump», Stephen Moore; «Trump vs. a “comunidade da política”», Andrew C. McCarthy»; «Todas as vezes que os media declararam que a presidência de Trump tinha acabado», James Barrett; «O apoio de Trump aos colunatos de Israel na Margem Ocidental é a decisão certa», Cal Thomas; «A acusação de “suborno” feita pelos democratas contra Trump é um malogro completo», Betsy McCaughey; «Porque as exigências de Trump à Ucrânia não foram, mesmo que remotamente, ilegais», Josh Hammer; «A esquerda odeia quando Trump diz a verdade», Tucker Carlson; «O disruptor-em-chefe Donald Trump mudou Washington para melhor», Cynthia Lummis; «O apoio dos afro-americanos a Trump está a aumentar – Eis porque os democratas serão surpreendidos», Jack Brewer; «Trump cumpriu esta promessa chave a Israel há exactamente dois anos, ao contrário dos seus antecessores», David Friedman; «Os democratas acabaram de garantir a reeleição de Trump», Jeanine Pirro; «Trump enfrenta a impugnação por actos legais», Deroy Murdock; «As audições sobre Trump não conectaram os pontos – Os artigos de impugnação são prematuros», Jonathan Turley; «O que Trump fez aos tribunais, explicado», Ian Millhiser; «Porque é que não se sente que esta impugnação é uma derrota para Trump?», Jim Geraghty; «Se Trump é um perigo único porque não estão os democratas a agir como tal?», Tim Miller; «Escondida pela impugnação – Uma das melhores semanas de Trump até agora», Paul Bedard; «A minha resposta a Chris Wallace sobre Trump e a imprensa», Rush Limbaugh; «Trump tem uma das suas melhores semanas como presidente enquanto os democratas forçam a impugnação», Ryan Saavedra; «Trump irá prevalecer sobre jornalistas “caçadores de escalpes”», Michael Goodwin; «Ódio e vingança – Os democratas estão a tentar afastar Trump não porque ele falhou mas sim porque ele triunfou», Jesse Waters; «O segredo comercial de Trump – Explorar a fraqueza relativa da China», John Lee; «Empregos, empregos, empregos – O bilhete de Trump para sobreviver à impugnação», Susan Crabtree; «Presidente Trump é a figura mais influente nos media, e não é por pouco», Colby Hall.